fbpx

Tesouro Direto: 6 dicas para saber investir

Propaganda
89 / 100

O Investimento no Tesouro Direto vem ganhando bastante valorização nos últimos anos dos brasileiros. Isso porque o retorno financeiro favorável faz com que aumente o interesse do público.

Com o Tesouro Direto você poderá investir o seu dinheiro que retornará com um valor acrescido. Contudo, muitas dúvidas são levantadas ao se pensar no Tesouro Direto, pensando nisso iremos te explicar mais sobre o assunto.

1 – O que é o Tesouro Direto e como funciona?

O Tesouro direto é um título público de renda fixa feito pelo Governo Federal através do Tesouro Nacional ao investidor, e ele serve como se fosse um empréstimo, onde o governo utiliza para investir em educação, saúde e infraestrutura.

O recurso fica emprestado, até uma determinada data, que é informada quando é feito o investimento e devolvido com acréscimo.

O Tesouro direto é considerado uma das melhores formas de investimento, modalidade de curto e longo prazo e valores mínimo. No geral, o risco de perda do dinheiro investido e muito baixo.

2 – Tipos de Títulos do Tesouro Direto

O quanto você irá faturar com o Tesouro Direto terá a ver com o tipo de título utilizado, é importante conhecer antes de investir.

Cada categoria para investimento tem um objetivo, e você deverá alinhar a que fica mais próxima do seu, leve em consideração os seguintes títulos:

Prefixado – Opção mais profissional

A possibilidade para o prefixado são duas, sendo a padrão com juros anuais e a com juros semestrais. Sua taxa de rentabilidade é de cerca de 5% por ano.

Esse tipo de título é para quem imagina que os juros da economiza irão cair futuramente. Ou para pessoas que desejam arrecadar um valor X com seu investimento. Pois esse valor já será definido no momento do investimento.

Você poderá receber seus ganhos anualmente até a data de vencimento do seu investimento, ou então de 6 em 6 meses.

Contudo nessa modalidade quanto mais tempo o dinheiro ficar, mais você ganhará.

Tesouro IPCA + atrelado à inflação ou Híbridos – Opção mediana

Nestes casos o lucro é baseado na inflação e ele terá uma rentabilidade fixa e uma variável, por isso híbrida. Você poderá receber um valor fixo em cima do valor investido e um outro variável em cima do IPCA.

Você poderá receber um valor a mais ou a menos do que as outras opções, mas terá um pouco mais de conforto, pois você irá proteger seu dinheiro de desvalorizações futuras.

Com essa modalidade você sempre ganhará acima da inflação do país e ainda terá um rendimento real pois a rentabilidade já está de acordo com a inflação do período. Sendo assim, é um investimento de longo prazo.

Tesouro indexado à Taxa Selic – Opção para iniciantes

Essa modalidade é a única que fica em conjunto com a taxa Selic. Sendo a modalidade mais conhecida e a menos arriscada. Pois ele está atrelado à taxa básica de juros, tendo assim, variações mais previsíveis

O retorno financeiro é referente a taxa Selic atual. Assim possibilitando a compra com investimentos que pagam cerca de 100% do CDI.

Essa modalidade tem a sua vantagem pois o seu dinheiro sempre irá valorizar, sendo assim, você sempre ganha. Ainda por cima, não será necessário realizar o saque na data de vencimento, e você poderá fazer antes.

Essa modalidade é a mais utilizada pelos investidores e para pessoas que desejam ter uma renda emergencial.

Propaganda

4 – Como investir

Após escolher o seu título para o Tesouro Direto, você deverá aprender a investir, para isso:

1 – Cadastre-se

Você deverá encontrar uma corretora de valores. Aconselhamos a Rico. Você deverá inserir todos os seus dados.

Depois será necessário que você coloque dinheiro na conta da corretora.

2 – Utilize sua conta

Agora que você tem sua plataforma para seus investimentos você deverá escolher a forma de aplicar seu dinheiro. Como estamos falando do Tesouro Direto, você deverá:

Passo a passo: clique em Tesouro Direto; escolha o título que deseja investir; e informe o valor.

3 – Investindo

Para chegar nesta parte você deve estar muito certo e confiante sobre seu investimento, portanto tenha calma e informação.

Se necessário faça simulações para saber como sua renda irá favorecer. Depois que você confirmar o lucro que deseja você deverá:

Passo a passo: clicar em comprar; inserir sua assinatura eletrônica; forneça a quantidade de compra; e clique novamente em comprar.

Pronto! Agora você investiu no Tesouro Direto com a rico.

5 – Por que investir

Iremos explicar para você todas as vantagens e desvantagens do Tesouro Direto:

6 – Vantagens

Facilidade

Com o Tesouro Direto você investe com facilidade e em pouco cliques. Será necessário apenas ter internet e computador ou celular.

Segurança

Por ser emitido pelo governo o Tesouro Direito acaba sendo mais seguro do que uma poupança, trazendo baixos riscos aos investidores.

Isso ocorre pois dificilmente um estado se quebra de hora para outra, onde seu dinheiro irá circular e com certeza irá render.

Liquidez diária em alguns títulos

Alguns títulos oferecem a opção do resgate do seu valor a qualquer momento. Sendo assim seu dinheiro além de faturar mais ainda poderá ser retirado sempre que você precisar.

7 – Desvantagens

Taxas e Tributos

Como a grande maioria dos investimentos o Tesouro Direto possui taxas e impostos.

Os valores dessas taxas e impostos será feito em cima do valor do rendimento, onde o governo acabará ficando com uma parcela dos seus ganhos.

Risco de venda no mercado em alguns títulos

Na grande maioria dos títulos, você deve esperar até a data de vencimento para receber o lucro. Neste caso, se o investimento for recolhido antes da data, você poderá receber apenas o valor que você investiu.

Veja também Franquias com maior retorno financeiro para investimento.

Propaganda