fbpx

Financiamento: Quais os tipos de financiamento que existem?

Propaganda
83 / 100

Comprar um bem de alto valor não é tão simples! É necessário de dinheiro e o mesmo não é muito fácil de conseguir.

Contudo, se você deseja comprar um carro por exemplo, e só possui um valor de entrada acione sua instituição financeira. Desta forma ela poderá te ajudar fornecendo um financiamento que ajudará na aquisição do bem.

Com o financiamento o banco irá te ajudar a adquirir o bem, onde você deverá apenas pagar mensalmente por um valor um pouco além, mas mais em conta pro seu bolso.

Afinal, o que é Financiamento?

O financiamento é uma espécie de empréstimo que o banco irá lhe conceder, contudo, diferente do empréstimo, a finalidade é claramente exposta. Desta forma a sua instituição financeira irá disponibilizar o valor restante a você para a aquisição deste bem.

Com isso você deverá se comprometer a concluir o pagamento deste que será o valor do bem, mais as taxas de juros.

Contudo é necessário certificar-se de pagar a fatura. Pois a mesma corre juros e o não pagamento poderá acarretar em uma divida em bola de neve.

Portanto antes de solicitar o esta quantia com seu banco, certifique-se do valor total a ser pago e o valor das parcelas. Assim, você certificará de que o valor do financiamento será benéfico ou não.

Amortização

A amortização é quando você acelera a parcelas de pagamento de um financiamento. Ou seja, você irá adiantar o quitamento da divida.

Assim, consequentemente diminuindo os juros das parcelas seguintes. Neste caso você irá terminar de pagar a divida mais cedo. E como recompensa, o banco diminui a taxa de juros do mesmo.

Esta prática é muito utilizada perto da época do décimo terceiro salário. Pois nela você conseguirá um dinheiro extra para adiantar a quitação de dividas.

Além disso também é possível abater o valor com outros benefícios como o fundo de garantia (FGTS) ou seguro desemprego e rescisão de contrato.

Tipos de financiamento

1. CDC

Esse financiamento possui taxas menores de dívida, contudo o seu bem fica registrado como propriedade do banco até que você conclua o pagamento do financiamento.

Neste caso, você paga para usar o bem até que o mesmo seja seu oficialmente. Normalmente esse modelo é o mais usado, pois dessa forma o banco se previne de inadimplências.

Propaganda

2. Leasing

Neste financiamento o bem fica como propriedade do comprador. Contudo o valor de taxas de juros desta modalidade é bem maior, isso acontece pois o banco não tem garantia do seu pagamento.

Além de ser a modalidade menos usada, o leasing é pouco autorizado pelas instituições financeira, onde só o fazem quando possuem certeza que o cliente irá pagar.

3. Consórcio

O Consórcio é um tipo financiamento que geralmente não é cobrado juros. Bastante popular para aqueles que tem interesse em adquirir um bem a longo prazo. Pois, nesta modalidade o usuário só irá possuir o bem quando ele terminar de pagar a sua divida.

Contudo o mesmo poderá ser contemplado durante os meses e assim conseguir o seu bem antes do tempo. Desta forma, o cliente deverá continuar pagando pelo bem, porém irá usufruir do mesmo.

Se não for contemplado o cliente deverá terminar o seu pagamento e no fim decidir se preferirá o bem ou valor cheio na qual investiu.

Posso solicitar um financiamento?

O financiamento só é autorizado para compras de alto valor, por isso o mesmo pode ser parcelado em no máximo 30 anos, dependendo do acordo feito. Contudo você pode usar essa prática para pagar muitas coisas sendo elas

  • Financiamento para automóveis como carros, motos, ônibus e caminhões.
  • Financiamento para casas novas ou usadas e apartamentos.
  • Financiamento para intercâmbios.
  • Financiamento para faculdade.
  • Financiamento para cirurgias.
  • Financiamento para tratamento de doenças.

Se você está dentro de uma dessas situações e precisa do dinheiro sabendo já o valor e o que deverá ser pago, acione sua instituição financeira. Desta forma você poderá acelerar o seu processo e pagar o seu bem ou serviço mais rápido.

Quando devo solicitar um financiamento?

Isso fica a seu critério! Contudo lembre-se que esta prática possui a cobrança de juros que acarretarão em uma valor maior no fim da fatura.

Se você possuir algum amigo, parente ou qualquer ente próximo que possa te empresar o dinheiro, faça. Pois, por mais que seja vergonhoso, é melhor do que pagar uma divida enorme.

Para isso sente e converse com a pessoa, explique sua situação e tente convence-la a emprestar esse dinheiro. Por mais que seja cobrado uma taxa pelo empréstimo a prática acaba sendo mais barata.

Ou melhor, caso ocorra algum problema de atraso ou dificuldade de pagamento, por ser alguém próximo é possível uma conversação e normalização do acordo.

Entretanto caso você não tenha esta pessoa financiadora, você deverá recorrer a instituição financeira. Contudo é importante que você se comprometa a pagar tudo corretamente no prazo. Desta forma, você evitar entrar na famosa divida bola de neve e consegue adquirir o seu bem.

Propaganda

No Responses